Sobre Eduardo Furkini

Eduardo Furkini era uma pessoa dinâmica e idealizadora. Possuía muitas habilidades profissionais era um excelente ator, produtor criativo e administrador competente. Atuou em vários espetáculos adultos e infantis, performances, filmes e vídeos institucionais. Emocionou o público seja como Príncipe na tetralogia Era Uma Vez, como o atrapalhado Crisanto, da Guerra mais ou menos santa, de Mário Brassini ou como o inesquecível e ranzinza Cravo, do Concerto para a vida.

Enquanto produtor e administrador, entre outras atividades, fundou na década de 1.990 a Cia. de Teatro Era Uma Vez que continua ativa e levando o nome de Santos a várias cidades do país; idealizou o projeto “A Escola vai ao Teatro”, que possibilitou a milhares de crianças o primeiro contato com essa arte. Desde 2010 exercia o cargo de presidente do Instituto Cultural Vasco Carmano Gonçalves, uma Oscip que trabalha em projetos socioculturais e de responsabilidade social para empresas possibilitando a população carente o acesso à cultura.

Como uma maneira de preservar a sua memória e dar continuidade ao seu trabalho, no dia 02 de setembro de 2011, durante a celebração da missa que marcou o trigésimo dia do seu falecimento, foi lançada a Associação Eduardo Furkini – AEF.